Que seca de aula, corpo presente para a "mestre" da professora, mas alma divagando por sitios longinquos..
Com o trabalho finalizado e sem nada para fazer resta-me fazer tempo e escrever por aqui, viajo sem destino, sem rumo, sem norte, o meu coração vive estelhaçado com pedaços espalhados pelo chão e ninguém para os apanhar.
Sorriso, ora triste, ora alegre, ora compreendido,ora jamais entendido…
Sonhos para realizar, outros destruidos, outros….nem vale a pena pensar…
Viver na ausência, saudade e distância tantos elementos negativos…no entanto alguém me faz sorrir, levantar e cabeça para cima e gritar..
Espelho meu, picture of my own, tudo o que faço é por amor, minha gaja boa tão cabra quanto eu 🙂
LILITH – Forever and for always, you jump, i jump….Angel…
 
 
Anúncios