Sou fera enjaulada,
em pele de cordeiro,
ando de um lado para o outro
tentando escapar do cativeiro.

Sou fera ferida,
pelas chibatadas da vida,
enclausurada alimento me
das minhas próprias feridas.

Sou fera numa cela,
rodando em passos lentos,
rosnando pela liberdade e criando
mais ódio por dentro.

Sou fera que finge ser domada,
ligeira e traiçoeira, aguardando
o momento certo para atacar a presa.

Sou fera por grades que me dominam,

Tenho sede de vingança,
por ter tido esta sina.

Sou fera felina
esperando o momento exacto!
Com minha pele de cordeiro
vou acabar com este carrasco
.

Anúncios